“A Fecoimp é uma oportunidade diferenciada para quem quer fazer negócios e estimamos cerca de 35 mil visitantes”

Presidente da Acii fala com exclusividade sobre a Fecoimp 2022, que acontecerá entre 21 e 24 de setembro em Imperatriz


Qual a expectativa da ACII para a 20ª edição da Fecoimp?
A expectativa com a Fecoimp é sempre positiva, independente de quem esteja na direção da ACII (Associação Comercial e Industrial de Imperatriz). Há um permanente desejo de que a feira seja melhor que nos anos anteriores. O trabalho é sempre feito para isso. Estamos trabalhando com muitas pessoas envolvidas, de modo voluntário e com espírito de associativismo, de corporativismo, sempre dialogando sobre cada elemento que vai compor a estrutura ideal para se realizar a feira com a magnitude que é a Fecoimp. A gente espera cumprir a nossa meta de que o evento de 2022 possa gerar frutos positivos para todos aqueles que vão expor, como empreendedores, empresários, bem como para o público presente. E é para isso que esse evento acontece: para fazer esse fomento coletivo, não só fazer negócio, mas servir para uma troca de contatos, de conhecimento e de experiências.


E quanto ao público visitante, qual a expectativa para esta edição?
Nossa estimativa é recebermos cerca de 35 mil visitantes, um grande crescimento frente aos pouco mais de 25 mil visitantes da última edição, realizada em 2019.

E a feira deve, de fato, gerar negócios?
Com certeza. Este é o objetivo: de que a feira realmente possa produzir essas oportunidades de se fazer negócios. As instituições financeiras, por exemplo, participam maciçamente do evento e realizam muitos negócios concretos. Isso é só um exemplo de tantas outras atividades econômicas que estarão presentes e que poderão fazer negócios no período da feira, bem como gerar contatos para negócios futuros. A gente conversa muito com os expositores no sentido de criarem um programa de negócio específico para a Fecoimp, com políticas diferenciadas. E a gente percebe que todos se manifestam no sentido de que a Fecoimp é uma oportunidade diferenciada para quem quer fazer negócio, não importando a empresa, o tamanho ou a atividade econômica. Percebemos que todas elas têm essa preocupação de criar esse “combo de benefícios” para aquele momento como forma de facilitar os negócios no evento.

Como o senhor avalia a representatividade da Fecoimp para Imperatriz e região?
Hoje, Imperatriz pode se sentir orgulhosa por sediar e realizar grandes eventos. Nós tivemos, por exemplo, em julho, a Expoimp, uma grande feira do agronegócio, uma das maiores feiras do norte e nordeste, ou seja, grandiosa. Assim também é a Fecoimp, que é considerada a maior feira multissetorial do Maranhão e faz parte do calendário nacional de feiras. Não é qualquer feira que faz parte do calendário nacional, pois é preciso abrangência e elementos que realmente classifiquem o evento como de relevância nacional. Isso mostra que a feira realmente fomenta, estimula, motiva e dá mais oxigênio aos expositores e aos empreendedores locais e regionais. O evento é um momento para que todos possam buscar empreender mais e melhor, produzir mais e melhor, com negócios que alcancem crescimento exponencial. Um evento como a Fecoimp vem para motivar o empreendedor.

A feira é uma oportunidade neste momento de recuperação econômica pós-crise?
A feira é um instrumento de posicionar e reposicionar sua marca com rapidez. Durante a pandemia, alguns segmentos até se sobressaíram, emergiram em razão da forma de viver das pessoas que ficaram mais em casa. Tudo isso inibiu algumas outras atividades empresariais, exceto uma ou outra que conseguiu crescer. E, neste sentido, as feiras, como a Fecoimp, devolvem aos empresários a oportunidade de, em 4 dias, relacionar-se com milhares de pessoas, seja com cliente, parceiros ou fornecedores, ou seja, com todo um público que vai estar presente no mesmo local. Em um curto espaço de tempo, o empreendedor tem a oportunidade de dizer “eu estou aqui. Quero fazer negócios, parcerias e oferecer meu produto”. Na feira, você consegue ser enxergado, reconhecido. Por isso, ela é um momento poderoso.

Qual foi a temática escolhida esse ano para a feira? Qual seria o foco dessa edição comemorativa?
O mote deste ano é “Histórias que inspiram o futuro”, porque a gente entende que é por meio das experiências que a gente vive, por meio do que você produziu na vida de outras pessoas oportunizando que elas também vivam melhor. Isso que faz a gente se reorganizar, fazer uma reengenharia constante e contínua para podermos melhorar. Então, foi com esse mote “histórias que inspiram futuro” que decidimos aprender com o que já foi realizado para que a gente possa fazer melhor agora e no futuro. Todas as edições que aconteceram, e já são 19 edições passadas, foram uma estrada percorrida que serve de inspiração para nós fazermos um evento melhor, junto com todos aqueles que também estiveram presentes nesse trajeto. E vamos continuar extraindo o melhor de todas as experiências que ocorreram ao longo dos últimos 19 anos, já que agora completaremos 20 edições. Foi em razão disso que a gente colocou a Fecoimp 2022 com este mote ligando experiência das histórias do passado com inspiração para o futuro.

Como estão as comercializações de estantes este ano?
Tivemos uma paralisação de eventos nos últimos dois anos e estamos em um período de retomada. O mercado está faminto por eventos e com a Fecoimp não tem sido diferente. Mesmo antes do lançamento da feira, no mês de julho, a procura já estava intensa, com boa parte dos estandes já reservados. Cerca de 40% dos estandes foram reservados ainda antes do lançamento da feira. Hoje, nós estamos com praticamente todos os estandes comercializados, sendo que, neste ano, teremos 208 estandes: 180 no pavilhão central, 20 na área externa e oito pontos de alimentação. Como o espaço da feira se manteve o mesmo, nós otimizamos mais a área do Espaço Turismo e incluímos uma seção nova que é o Espaço Geek, onde haverá exposição de uma coleção de bonecos de games e personagens de super-heróis, entre tantos outros espaços que temáticos que teremos.

O que poderia comentar sobre a questão estrutural da feira este ano?
Historicamente e a cada edição, a Fecoimp vem tomando um novo corpo, com mais expositores e mais qualidade. De fato, não importa só a quantidade de expositores, mas a qualidade e a variedade de segmentos econômicos. O evento tem tomado uma magnitude durante todo seu histórico, afinal já são 20 anos, e queremos fazer uma edição que possa representar a sua idade, ou seja, um evento maior e melhor. Para isso, este ano a gente estruturou melhor a distribuição dos estandes, no que diz respeito às empresas e suas atividades econômicas. Além de criar espaços específicos como: espaço saúde, tecnologia, turismo, cultural etc. Então, a gente fez de uma forma que o visitante e expositor possam ter um aproveitamento maior dos quatro dias de feira.

E quanto a questões de alimentação e segurança na feira?
Quanto à segurança, há uma empresa que o próprio evento contrata de segurança privada e temos ainda o apoio das forças de segurança pública: guarda municipal, as polícias estaduais e militares, corpo de bombeiro, Samu etc. Quanto à alimentação, faremos o festival gastronômico e isso foi uma preocupação nossa. No espaço, trabalhamos para que estejam presentes expositores aqui da nossa cidade e região, para que quem venha nos visitar de outras localidades possa realmente degustar e vivenciar essa nossa cultura gastronômica.

Como está a programação de palestras, oficinas e cursos?
Nós teremos no dia 08 de setembro uma ação pré-feira, que será uma grande palestra com o empresário Clóvis Tramontina, diretor do grupo Tramontina. O evento será correalizado pela ACII e pelo Sindicom e será como um aquece para a Fecoimp. O importante é que a palestra terá toda renda da venda de ingressos revertida para APAE de Imperatriz. Os ingressos já estão à venda na ACII. Além disso, a Fecoimp inteira será uma oportunidade de propiciar grande troca de conhecimento. A preocupação desta edição não é só propiciar exposição de produtos ou realização de negócios, mas também fomentar conhecimento, capacitação e educação. E teremos uma grande amplitude de palestras e oficinas, construídas por meio de parcerias com o Sebrae, Sesc. Sesi, Senai e Fiema, bem como com a Prefeitura e algumas secretarias. Vale salientar que teremos também atrações culturais. Serão oito atrações de bandas e artistas durante os quatros dias. A cada dia teremos duas atrações. Os shows serão próximos a área de alimentação e a área de turismo. Haverá ainda um setor de artesanato estruturado próximo a estes locais de cultura.

E quem são os apoiadores desta edição comemorativa de 2022?
A 20° Fecoimp (Feira de Indústria e Comércio de Imperatriz) vai ocorrer entre os dias 21 a 24 de setembro, no Centro de Convenções de Imperatriz, e conta com o patrocínio da Setur – Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão, Emap – Empresa Maranhense de Administração Portuária, Fecomércio – Federação de Indústria e Comércio do Maranhão, Ilumisol, Prefeitura de Imperatriz, Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, Bradesco, Credishop, Equatorial Maranhão e Suzano, além do apoio da Seinc – Secretaria de Indústria e Comércio do Maranhão, Sebrae e Fiema. Naturalmente, estamos falando de um evento de grande magnitude, a Fecoimp. E para sua realização é fator primordial que tenhamos parceiros. Sem essas parcerias seria impossível realizar a feira. Daí a importância de conseguirmos tantos parceiros de peso que apoiam o evento e projetam mais seus negócios na feira.