“Saúde (En)cena:” Alunos do curso de Medicina da UFMA promovem ações de saúde por meio do teatro

Promover a educação em saúde a partir do caráter lúdico da prática teatral, por meio de encenações lúdicas e interativas. Esse é um dos objetivos principais do projeto Saúde (En)cena, realizado por discentes do curso de medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus São Luís.

O grupo de alunos, do terceiro período do curso, encontrou uma forma criativa de abordar temas de saúde através do teatro. Unindo a paixão pela medicina e pelas artes cênicas, o projeto de extensão demonstra que a educação pode ser transformadora, quando apresentada de forma inovadora. De acordo com a organização, o projeto pretende alcançar, sobretudo, a comunidade.

Segundo a professora Michelline Mesquita, uma das orientadoras do projeto, a iniciativa compreende a junção teórico-prática do que é visto em sala de aula. ” ‘Saúde Em Cena’ foi concebido com a compreensão de que a Universidade precisa expandir seus horizontes e oferecer retorno à comunidade, fortalecendo a extensão, a pesquisa e o ensino. Além da necessidade de fomentar no curso de Medicina metodologias ativas, com o emprego da simulação realística. Isso permite que os alunos do curso apliquem na prática conhecimentos adquiridos por meio de temas relevantes para a comunidade, além de propiciar a troca de saberes. Estudando essas temáticas, os alunos adquirem os conhecimentos essenciais para sua formação médica de maneira ativa e lúdica. O projeto também promove a integração de todas as disciplinas e conteúdos ensinados em sala durante sua formação “, explica.

Yasmin Sampaio, discente do curso e diretora geral do Saúde (En)cena, reforça que a motivação surgiu em conectar temas da saúde com a encenação teatral. “A ideia do projeto veio de tentar unir duas coisas que seria a proposta mesmo de temas em relação à área da saúde, com essa ideia da encenação, do lúdico. O nosso objetivo principal é com a comunidade, mas também ter essa possibilidade de oferecer aos estudantes essas ações. É algo que a gente via que faltava na Universidade, um projeto que abordasse as temáticas aprendidas em sala de aula dessa forma” destaca.

O projeto entrou em ação recentemente, com uma apresentação teatral na escola municipal Frederico Chaves, do bairro São Francisco, em São Luís. Na ocasião, foi realizada uma peça interativa em que as crianças presentes foram ensinadas a forma correta de lavar as mãos, destacando seu papel na prevenção de doenças, tema que os discentes estavam discutindo em uma das disciplinas do curso. A ação teve como intuito não apenas informar, como também promover um momento descontraído entre os pequenos.

Atualmente, o projeto de extensão conta com a participação de 12 estudantes sob a orientação de duas professoras do curso de medicina: Michelline Joana Tenório Albuquerque Madruga Mesquita e Taciana Gabrielle Pinheiro de Moura Carvalho. Os discentes são responsáveis por pensar o roteiro, figurino, produção de materiais e encenação.

Além de oferecer a comunidade geral ações educativas de forma clara e acessível, a iniciativa objetiva integrar os discentes à sociedade em que estarão inseridos no futuro como profissionais, consolidando os saberes adquiridos em sala de aula e fortalecendo o tripé pesquisa-ensino-extensão, base que norteia a UFMA.

A discente de medicina Mônica Cavalcante, integrante e diretora de marketing da proposta, sublinha a relevância da iniciativa em sua formação. “Para mim, como estudante de medicina, está sendo ótimo pois conseguimos aplicar o teatro com o ensino em saúde, essencial para a formação médica. O teatro nos possibilita aproximar e fazer entender algo mais técnico, como alguns tópicos em saúde, de que o público em geral não tem tanto conhecimento, de forma que entendam melhor e aprendam de forma mais simples. Então está sendo uma experiência incrível participar desse projeto, pois realmente percebemos o impacto que ele tem no ensino em saúde. Está sendo muito gratificante na minha trajetória, pois percebo na prática uma coisa essencial para o estudante de medicina: tentar propagar para a população um pouco de ensino em saúde” pontua.

A abordagem lúdica do projeto também ressoa em Yasmin, que vê a educação em saúde através do teatro como uma ferramenta eficaz de sensibilização. “Para mim, o mais interessante da proposta do projeto é a promoção da educação em saúde a partir de uma abordagem lúdica, que desperta o interesse e sensibiliza. Por meio das peças e simulações, sinto que nós, estudantes, conseguimos cumprir nosso papel social atuando ativamente na formação educativa sobre questões de saúde essenciais, enquanto a comunidade consegue aprender de forma muito mais simples e divertida.”

A participação em projetos como este é crucial tanto para o desenvolvimento profissional dos estudantes quanto para a promoção da saúde pública, reforçando o compromisso ético e social da medicina.

A professora Michelline conclui destacando a versatilidade: “É um projeto flexível que pode ser utilizado tanto para integração com a comunidade quanto em aulas de simulação realística. Neste contexto, os alunos que participam do projeto atuarão como pacientes simulados, tendo a oportunidade de aprender, refletir e aperfeiçoar suas habilidades antes de se depararem com situações semelhantes na vida real. ‘Saúde (En)cena’ destaca-se pelo compromisso da universidade em fornecer uma formação médica de alta qualidade, preparando os futuros médicos para os desafios que enfrentarão em suas carreiras, além de viabilizar a relação transformadora entre Universidade e sociedade”

Para os próximos passos de atuação, o grupo planeja mais apresentações na comunidade e busca expandir sua equipe para incluir estudantes de outros cursos da UFMA interessados, transformando a iniciativa em uma ação interdisciplinar.

Para saber mais, acompanhe o projeto pelo instagram: @saude.encena